sábado, 6 de agosto de 2011

O SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO

Bom dia a todos!

Venho escrever sobre o Sacramento do Matrimônio segundo o livro "Sou Católico VIvo a minha fé" de autoria da CNBB.

O Matrimônio ou aliança conjugal, é abençoado por Deus. Esse Sacramento tem sentido próprio no desígnio do Criador sobre o homem e a mulher. Deus, que é amor e os criou por amor, chamou-os no Matrimônio a uma íntima comunhão de vida, de amor e de cuidados recíprocos. Assim os cônjuges já não são dois, mas uma só carne e tornam-se portadores da bênção divina: "Sede fecundos e multiplicai-vos..." (Gn 1,28).

O Sacramento do Matrimônio é ordenado ao bem dos cônjuges, como também à geração e educação dos filhos. Jesus Cristo restabelece a ordem inicial querida por Deus e dá ao Matrimônio a nova dignidade de Sacramento, que é o sinal do seu amor de Esposo da Igreja. Por esta razão, o Sacramento do Matrimônio concede aos esposos a graça de se amarem com o mesmo amor com que Cristo amou a sua Igreja e de participarem no Mistério da paternidade de Deus e da maternidade da Igreja.

Os cônjuges cristãos, pela virtude do Sacramento, participam do mistério da unidade e amor fecundo entre Cristo e a Igreja. Ajudam-se a santificar um ao outro na vida conjugal, na aceitação e educação dos filhos. Por isso têm, no seu estado e função, uma missão especial dentro do Povo de Deus.

O amor do casal abre-se em círculos concêntricos, que envolvem a família, a sociedade e a Igreja, numa perspectiva histórica que tem por horizonte último a eternidade do amor de Deus. Desta abençoada união procede a família, onde nascem os novos membros da comunidade humana, que pela graça do Espírito Santo tornam-se filhos de Deus, para que o Povo de Deus se perpetue. Mais ainda, a graça do Sacramento do Matrimônio transforma a família em Igreja doméstica, espaço para o exercício do sacerdócio dos fiéis casados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário